Tags

,

A pedido de uma amiga que está grávida, vou tentar falar um pouco sobre o planejamento do enxoval do bebê.

Confesso que eu tive grande dificuldade nesse assunto pois nem sabia a diferença entre macacão e body, o que era mijão e o que era cueiro… 😦

No entanto, graças ao meu grande amigo Google, consegui me organizar e montar uma lista que por sinal, fica como minha primeira dica: não saia às compras sem uma lista bem definida.

Sim, porque nas lojas de bebê tudo é lindo e as vendedoras vão aproveitar esse momento frágil e sensível da futura mamãe pra empurrar tudo e mais um pouco.  Mas calma!!  Nem tudo precisa ser comprado de uma única vez nem tampouco em um único lugar…

Mas vamos lá: a primeira etapa consiste em organizar as finanças.  Nem sempre é possível escolher um dia, sair de casa e voltar com TUDO comprado.  Assim, como em geral descobrimos a gravidez com pelo menos um mês de gestação, então sobram oito meses para distribuir as compras mensalmente e assim, não sobrecarregar o orçamento.

Minha sugestão de ordem para as compras:

1o. mês: descoberta da gravidez.  Meus parabéns!!

2o. mês: esvaziar e preparar um quarto (pintar – um fundo branco, pois a cor (de acordo com o sexo do bebê) você vai poder colocar depois com tinta, papel de parede, ornamentos etc – e fazer pequenas reformas se forem necessárias).

3o. mês: compra dos móveis – eu comprei os móveis no 5o. mês, mas hoje eu faria diferente por três razões:

-> alguns lugares podem ter problemas com prazo para entrega – felizmente eu não tive mas sei de muitas pessoas que tiveram;

-> em geral os móveis são brancos, portanto, independem do sexo do bebê;

-> representam talvez a parte mais gorda do “orçamento gestacional”, portanto, comprando bem antes, possivelmente você conseguirá terminar de pagar antes de o bebê nascer, o que é ótimo, visto que depois que o bebê nasce, despesas extras (muitas vezes inesperadas) aparecem.

4o. mês: compra do carrinho e bebê conforto (se ainda não souber o sexo, opte por uma cor mais neutra).

5o. mês: compra dos itens de quarto (kit de berço, kit de higiene, decoração…)

6o. mês: compra das roupinhas e demais itens de enxoval.

7o. mês: realização chá de fraldas ou chá de bebê.

8o. mês: descanse bastante, você vai precisar!!

9o. mês: agora é só aguardar o grande momento!

Bem, essa é uma visão macro das compras e certamente você notará falta de alguma coisa, tipo: quando eu compro a banheira? E o cadeirão de alimentação? etc…  Eu digo: alguns itens, como cadeirão, chiqueirinho (pra quem for usar) e alguns outros itens você vai poder comprar mais pra frente, tipo quando realmente o bebê for precisar (em geral, por volta do 5o. ou 6o. mês). A banheira, por se tratar de um item mais em conta, muita gente ganha de presente, exceto se você vai querer aquela banheira com suporte que é um pouco mais cara (e que por sinal eu recomendo fortemente – suas costas vão agradecer) e se não ganhar, você pode tentar comprar logo que descobre a gravidez, pois também é um item neutro que em geral, não acompanha o sexo do bebê.

Em um próximo post, vou disponibilizar a lista que usei para as compras, conferida, corrigida e auditada por uma amiga que já tinha tido uma filhinha (a quem agradeço pela consultoria: Ana Ruth).

Anúncios